Hermó

Espaço de reflexão Hermógenes de Castro & Mello

Deutsch Version hermo@hermo.com.br

Artigo nº 1036 - 28/10/2021

A conquista de ilhas é sempre uma questão bastante problemática.

Por Ernesto Sinval, de Feira de Santana, Bahia

Os únicos bem-sucedidos creio foram os americanos, entretanto a custo terrível. Centenas de milhares de soldados mortos em longa batalha no Pacífico contra as ilhas do Japão bem armado.

E somente com armas nucleares empregadas contra civis os japoneses se renderam.

Apesar até hoje manterem bases por lá, não há interferência gringa, impôs-se porém a democracia, única exigência, além da reforma agrária, note-se.

Curiosamente aqui verificar os americanos serem os únicos sustentar e vencer guerras de duas frentes. As perdidas, como Vietnã e Afeganistão, bom, não eram exatamente guerras de impacto. Diria mais serem desistências, diante de apelos internos da democracia ianque.

O atual caso de Taiwan com a China pode ser algo mais para as Falklands e Argentina. As Falklands são inglesas desde 1823, a afirmação serem argentinas ficaria pela Espanha reclamar Cuba, ou Portugal o Brasil...

E a ocupação das ilhas, desarmadas, custou um bocado aos argentinos e uma desmoralização somente fez o Reino Unido firmar mais e mais sua posição por lá. Além da pesca abundante agora controlam com mão de ferro.

Atacar Taiwan seria carnificina gigantesca, problema econômico terrível (chips eletrônicos faltantes, aparelhos de GPS, instrumentos de vôo e investimentos na própria China). Sem ataque militar e milhares de mortes, provavelmente também no continente, a China pouco tem como pressionar a reunificação, após sete décadas.

Parece mais discurso interno a manter o partido único unido e consolidar a posição do atual líder, com pretensões de encarnar novo Mao.

Além disso, Taiwan em matéria de sistemas de defesa não são as Falklands de 1982... Bem armados, aviões modernos, sistemas anti-mísseis, marinha equipada e talvez algo mais em preparo? Com discreta proteção americana.

Hitler pensou conquistar a Inglaterra seria um passeio. Não funcionou.

A ditadura argentina imaginou encontrar focas e pinguins loucos para serem apreciadores de tango. Morreu muita gente, mais do lado platino.

O custo para curvar o Japão foi gigantesco.

Enfim, conquistar ilhas é algo bem complexo...

Taipei, moderna e populosa. Seria uma carnificina um ataque à ilha.

Comentários

(envie um comentário)

Seja o primeiro a comentar este artigo.