Hermó

Espaço de reflexão Hermógenes de Castro & Mello

Deutsch Version hermo@hermo.com.br

Artigo nº 1017 - 27/10/2020

A comemoração.

Por Helena Iaconis Sevastopoulus, de Pátras, Grécia

O momento foi de certo júbilo, em contraste com a normalmente desmotivada comemoração festiva da região, de qualquer natureza.

A senhora Helena Andropoulos com discretas lágrimas de alegria olhou para seu agora ex-marido, apático em suas roupas escuras e o boné de pescador. A torta gravata não lhe cabia, mas era a formalidade primitiva exigida por juízes, pelo planeta afora.

Nem assustado com o ambiente oficial, somente um tanto irritado pela quebra da rotina.

Simplesmente indiferente no geral.

Como se o divórcio após 40 anos juntos fora apenas desagradável ida ao Tribunal de Família de Pátras, a pagar algum imposto atrasado.

Helena perguntou ao advogado em sua recém-adquirida ousadia, se poderia pagar-lhe um café, a comemorar.

Que aceitou, século XXI, outros tempos.

Após o café, ela seguiu a certa sonhada pousada a fazer o impensável

Dormir só, longe de todos.

Os 25 Euros mais bem gastos de sua vida, disse a si mesma.

Enfim, era a comemoração, a libertação.

A comemoração naquele verão em Pátras era a melhor para a senhora Agnostopoulos.

Comentários

(envie um comentário)

Seja o primeiro a comentar este artigo.